fbpx
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR

Obrigado

Enviado com sucesso. O seu ebook vai a caminho

36ª Semana de Gravidez

Às 36 semanas de gravidez, o teu bebé está a caminho do canal de parto. Vamos falar do instinto de nidificação, das preparações finais e de compras! Já estás pronta para receber a tua couvinha?

Luciana Puzziello
Validado por:

Luciana Puzziello Ginecologista-Obstetra

Carolina Mateus
Escrito por:

Carolina Mateus Colaboradora da Dra. Cegonha

Catarina Martins
Escrito por:

Catarina Martins Colaboradora da Dra. Cegonha

O meu bebé

  • Idade de gestação 36 semanas

  • Idade Fetal 34 semanas

  • Comprimento do embrião 48 cm (medida da cabeça
    até ao fundo das costas)

  • Gestação 252 dias

  • Peso do embrião 2600g (aproximadamente)

  • Tamanho Couve Kale

Na 36ª semana, o teu bebé continua a sua viagem e está agora a caminho do canal de parto.

Pelo caminho, a tua pequena couve kale vai deixando alguma bagagem, ou melhor, vai mudando a bagagem de lugar: tanto o lanugo como o vernix começam a sair da sua pele, mas ele ou ela acaba por engolir ambas as substâncias (sendo que estas vão formar o mecónio, o primeiro cocó do bebé de que falámos há algumas semanas). Grande parte dos seus órgãos e sistemas estão completamente desenvolvidos, como os seus rins e os seus sistemas circulatório e imunitário. Essa kale está ansiosa por vir cá para fora!

Saúde e nutrição

Já que limpaste o teu frigorífico e tua despensa e te livraste de tudo o que já não estava bom, vai às compras e compra produtos frescos e volta a encher a tua cozinha (mas não te esqueças de guardar uma prateleira do frigorífico para o leite). Garante que tens snacks saudáveis e cheios de bons nutrientes, assim como ingredientes para fazer refeições rápidas mas equilibradas: nas primeiras semanas vais andar stressada e talvez um pouco perdida – principalmente se é o teu primeiro filho – mas não podes descuidar a tua alimentação. Não ingerires as vitaminas e nutrientes de que precisas só vai resultar em mais cansaço e mais stress. 

O meu corpo

As grandes mudanças do teu corpo nestas últimas semanas resultam do facto de o teu bebé estar a mudar de lugar e a causar mais pressão na tua zona pélvica. Isto afecta o teu andar e causa alguma dor, principalmente na pélvis e nas costas.

Para aliviar estas dores, pede ao teu médico para te aconselhar alguns exercícios e à tua cara-metade para ter fazer umas massagens de vez em quando. Com essa barriguinha, acredita que ele ou ela não vão conseguir recusar. 😛

O meu dia-a-dia

Por volta da semana 36, deves começar a pensar em ultimar as mudanças que tens de fazer para que a tua casa esteja pronta para receber o novo inquilino. O mais provável é que sintas naturalmente a vontade de limpar, arrumar e preparar a tua casa para o teu pequeno ou pequena, e a isso chama-se instinto de nidificação.

Aproveita esta vontade toda e trata destes detalhes antes que a tua vida mude completamente, como vai mudar daqui a umas semaninhas:

  • Garante que não há nenhum produto químico ou tóxico guardado em sítios onde o teu bebé possa chegar. Nada em armários ou prateleiras baixas, porque vais ver que num piscar de olhos o bebé vai começar a gatinhar; ou então usa cadeados.
  • Pede ajuda ao teu parceiro ou parceira, e façam uma limpeza intensiva na casa. Depois é só manter tudo limpinho e vai ser mais fácil.
  • Faz também uma limpeza ao teu frigorífico e manda fora tudo aquilo que já passou da validade, para garantires que a comida do teu bebé que lá colocares (nesta fase, apenas o leite) não se estraga.
  • Lava toda a roupinha do bebé, assim como a roupa de cama, e garante que usas produtos sem perfumes ou, se possível, produtos especialmente formulados para roupa de bebé: assim, evitas irritar a sua pelezinha. Tira também todas as etiquetas: todas sabemos o quão chato é quando uma etiqueta toca constantemente na pele e faz comichão, não sabemos?
  • Garante que tens todos os essenciais no quarto do bebé (ou no vosso, se optarem por partilhá-lo com o pequeno/a nos primeiros tempos). Precisas, claro, de um berço e de uma mesa para mudares as fraldas. Também é uma boa ideia teres uma cadeira confortável onde possas amamentar o bebé. Arruma o quarto da maneira que for mais segura, principalmente no que toca a fichas e à necessidade de fios eléctricos (quantos menos, melhor). Enche o armário de produtos essenciais, como fraldas, toalhitas e cremes para o rabinho.
  • Relativamente à mobília da casa, garante que não há armários ou prateleiras que possam cair. Se houver, prende-as à parede, de modo a ficarem bem seguras.

E não te esqueças: por muito produtiva que queiras ser, há coisas que não é boa ideia fazeres nesta fase da gestação. Nada de subir escadotes ou para cima de cadeiras ou mesas e nada de te esforçares mais do que o teu corpo permite. Não há mal nenhum em fazer uma pausa e beber um copinho de água! (já agora, tens bebido suficientes?)

Pede ao teu amor ou às pessoas mais próximas de ti para terem o telemóvel sempre com som, para ouvir qualquer chamada ou mensagem, já que a partir de agora o parto pode acontecer a qualquer momento. Para além disso, garante que tanto tu, como o papá ou a outra mamã e alguns membros da família que vivem perto de ti têm contactos importantes guardados, como do teu médico/médica e da doula. E organiza-te bem com toda a gente de quem poderás precisar de ajuda quando o dia do parto chegar, se precisares de que alguém tome conta dos teus outros filhos ou se precisares de boleia para o hospital. Assim, tudo vai correr tranquilamente!

QUÃO COMPOSTO ESTÁ O ARMÁRIO DO BEBÉ?

Nesta altura, o teu bebé não precisa de um armário gigante e cheio de outfits diferentes. No entanto, tens de ter alguns essenciais para quando o teu bebé chegar.

O mais provável é já teres recebido roupinhas adoráveis em ponto pequeno das tuas amigas e familiares mas, de qualquer maneira,verifica se não precisas de ir às compras: t-shirts, babygrows, camisolas, meias e sapatos não podem faltar. E, claro, adapta aquilo que tens de comprar à estação em que o teu bebé nascer.
Luciana Puzziello
Validado por:

Luciana Puzziello Ginecologista-Obstetra

Carolina Mateus
Escrito por:

Carolina Mateus Colaboradora da Dra. Cegonha

Catarina Martins
Escrito por:

Catarina Martins Colaboradora da Dra. Cegonha

Partilhar