fbpx
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR

Obrigado

Enviado com sucesso. O seu ebook vai a caminho

35ª Semana de Gravidez

35 semanas de gravidez, estás quase lá! Continuas, mais que nunca, a ter dores no fundo da barriga e pressão na bexiga. Também está na hora de ingerires mais fibra para ajudar com a prisão de ventre. O teu melãozinho já está pronto e só lhe falta engordar mais um bocadinho. E tu, já pensaste em ter uma doula?

Luciana Puzziello
Validado por:

Luciana Puzziello Ginecologista-Obstetra

Catarina Martins
Escrito por:

Catarina Martins Colaboradora da Dra. Cegonha

Carolina Mateus
Escrito por:

Carolina Mateus Colaboradora da Dra. Cegonha

O meu bebé

  • Idade de gestação 35 semanas

  • Idade Fetal 33 semanas

  • Comprimento do embrião 46 cm (medida da cabeça
    até ao fundo das costas)

  • Gestação 245 dias

  • Peso do embrião 2400g (aproximadamente)

  • Tamanho Melão

O teu bebé já cresceu aquilo que tinha a crescer em altura, mas continua a acumular gordura, principalmente na zona dos ombros. Na 35ª semana, ele ou ela já parece muito um recém nascido (e já se comporta como um), mas ainda vai ganhar mais algum peso antes de estar nos teus braços. Já consegue controlar a temperatura corporal e já tem os pulmões prontíssimos para o seu primeiro fôlego.

Na semana 35, o teu pequeno melão já deverá estar de cabeça para baixo, mas se ainda não tiver lá chegado dá-lhe uma mãozinha com alguns exercícios. Estar com mãos e joelhos no chão (aka, “de quatro”) e ir fazendo círculos com as ancas ou usar uma bola de pilates (com calma!) são duas opções bastante usadas por grávidas na fase final da gestação.

Saúde e nutrição

Aumenta a quantidade de fibra que ingeres, para conseguires lidar com essa prisão de ventre. Uma maneira de o fazer pode ser com pequenas trocas na tua dieta. Comer uma laranja em vez de beber um sumo de laranja ou assar batata em vez de comer puré são duas ideias. Igualmente deliciosas, mas com a fibra extra de que precisas.

O meu corpo

Na semana 34, dissemos-te que o teu bebé está a seguir para uma zona mais inferior da tua pélvis e que por isso ias deixar de perder o fôlego tão facilmente. Não quisemos acabar numa nota negativa, por isso ficámo-nos por aí. Mas a verdade é que esta nova localização do bebé causa pressão na tua bexiga, o que significa que as tuas visitas à WC vão voltar a ser bastante regulares. Desta nova posição do bebé resulta também a dor que sentes na pélvis e nas ancas. Tudo bom sinal, de que o teu corpo está a preparar-se para a saída do bebé como é esperado.

A partir desta semana, vamos pedir-te que comeces a estar (ainda mais) atenta aos sinais de que o teu trabalho de parto está a começar, já que algumas mães acabam por ter o bebé prematuramente (esta palavra é assustadora, sabemos, mas lembra-te de que já há algumas semanas que o teu pequenito está preparado para a vida fora da tua barriga).

Se estiveres com contracções fortes e regulares, ou seja, bem mais intensas que as Braxton Hicks a que já estás habituada e com intervalos de 10 minutos entre si, liga ao teu médico. É bem possível que tenha chegado a hora!

O meu dia-a-dia

O grande dia está quase aí e sentes que ainda te falta preparar mil e uma coisas para a chegada do pequenito ou pequenita? Antes de entrares em pânico, lembra-te disto: desde que tenhas um berço, uma cadeirinha para o carro e alguns essenciais como fraldas e toalhitas, estás minimamente preparada para o receber o novo inquilino da tua casa. Se já tiveres isso, continua a ir às compras e vai riscando os itens que restam na tua lista, mas sempre com calma e tranquilidade!

Já pensaste em ter uma doula? Uma doula é uma profissional que te acompanha durante a tua gravidez não de uma perspectiva clínica mas mais educativa, dando-te apoio físico e emocional durante e após a gestação.

Talvez já tenhas uma há muitas semanas, talvez tenhas decidido não ter ou talvez esta seja a primeira vez que ouves a palavra “doula”. Seja como for, nunca é tarde na gravidez para decidires que queres ter este acompanhamento. Até podes escolher ter apenas uma doula após o nascimento do bebé, para te dar apoio na fase de adaptação ao novo inquilino aí de casa.

A tua doula pode ajudar-te a definir o teu plano de parto, pode ajudar-te na preparação para o parto com exercícios de respiração e sugestões de posições, pode ajudar-te se tiveres dificuldades na amamentação, entre outras questões não médicas que tenhas.

Ter uma doula pode ser especialmente vantajoso se o teu parceiro ou parceira estiver constantemente em viagem, ou se não tiveres um de todo, se for o teu primeiro filho e te sentires especialmente perdida, se viveres longe da tua família ou se simplesmente quiseres ter o apoio de alguém com experiência e que não olhe para tudo com olhos de médico. Se algum desses for o teu caso, considera!

FAZ UMA AULA DE PRIMEIROS SOCORROS DE BEBÉS

Em conjunto com o teu parceiro ou parceira. Porque mais vale prevenir do que remediar e se acontecer alguma coisa (acabámos de bater três vezes em madeira) é essencial saberem o que fazer enquanto os profissionais de saúde não chegarem. 

Quando o teu bebé deixar de ser assim tão bebé, façam outra aula de primeiros socorros, mas desta vez para crianças, já que as técnicas aplicadas são diferentes.
Luciana Puzziello
Validado por:

Luciana Puzziello Ginecologista-Obstetra

Catarina Martins
Escrito por:

Catarina Martins Colaboradora da Dra. Cegonha

Carolina Mateus
Escrito por:

Carolina Mateus Colaboradora da Dra. Cegonha

Partilhar