fbpx
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR

Obrigado

Enviado com sucesso. O seu ebook vai a caminho

8ª Semana de Gravidez

Dores nas pernas e pés, dor de cabeça e maior líbido (sim, há sexo na gravidez) são alguns dos sintomas às 8 semanas de gravidez. Vamos falar de dietas vegetarianas ou vegan, exercício físico e, claro, do teu feijãozinho!

Luciana Puzziello
Validado por:

Luciana Puzziello Ginecologista-Obstetra

Catarina Martins
Escrito por:

Catarina Martins Colaboradora da Dra. Cegonha

Carolina Mateus
Escrito por:

Carolina Mateus Colaboradora da Dra. Cegonha

O meu bebé

  • Idade de gestação 8 semanas

  • Idade Fetal 6 Semanas

  • Comprimento do embrião 1,3 cm (medida da cabeça
    até ao fundo das costas)

  • Gestação 56 dias

  • Peso do embrião 1g (aproximadamente)

  • Tamanho Feijão

Mais uma semana intensa para ti e para o teu bebé, em que muito – mesmo muito – acontece. Muito se desenvolve, o pequenino ou pequenina já se mexe e começa a parecer-se mais com um mini-humano. Por esta altura, é aconselhável que já tenhas um médico ou médica que acompanhe o desenvolvimento do bebé, com quem faças os testes e análises e que te possa mostrar o teu bebé.

A verdade é que o teu pequeno feijão não pára de crescer e, desde a 3ª semana da tua gravidez que, órgão a órgão, sistema a sistema, o organismo do teu bebé está cada vez mais completo. Pelo final desta semana, todos os seus sistemas e órgãos essenciais estarão em desenvolvimento. Todinhos!

E agora tu perguntas, “Se todos os sistemas e órgãos estão em desenvolvimento, quer dizer que…?” Sim, os genitais também.

Mas calma, ainda vais ter de esperar umas semanas para poderes descobrir se vais ter uma menina ou um menino.

O seu coração bate a uma rapidez alucinante! Sente o teu batimento cardíaco – o do teu bebé vai ao dobro da velocidade. O esqueleto está cada vez mais forte e o bebé já mexe os seus braços e pernas – com sorte consegues ver estes movimentos na ecografia da 8ª semana. A sua carinha também vê grandes mudanças na 8ª semana: a retina nos seus olhos começa a ganhar coros seus dedos começam a separar-se um bocadinho mais, o nariz, lábios e papilas gustativas começam a formar-se. Por outras palavras, o teu bebé começa a parecer-se um bocadinho menos com um girino, e um bocadinho mais com um ser humano.

Saúde e nutrição

O vegetarianismo ou veganismo durante a gravidez é um tema polémico. Serão estas dietas saudáveis para o bebé? Felizmente, é perfeitamente possível conciliares as tuas convicções morais e a tua gravidez. Mantém o teu médico ou médica a par da tua dieta e, se possível, tenta encontrar um que tenha experiência a acompanhar grávidas vegetarianas ou veganas. O teu médico irá aconselhar-te no que toca ao teu plano de refeições e à suplementação, porque terás de ter especial atenção a certos nutrientes que não são tão fáceis de consumir com uma alimentação à base de plantas – como a vitamina B12, o cálcio, o ferro e a vitamina D – e garantir que, de uma maneira ou de outra, eles chegam ao teu bebé. Tal como vários aspectos da tua gravidez, o mais importante aqui é seguires aquilo que o teu médico ou médica aconselha e partilhares com ele/ela quaisquer sintomas que te estejam a preocupar.

Vegetariana ou não, algo que esperamos que tenhas sempre em atenção é a quantidade de água que bebes. Quando estás grávida, isto torna-se ainda mais importante, pela função que a água tem para a saúde do teu bebé. Comer bem e ingerir todos os nutrientes e vitaminas de que o bebé precisa é, como já dissemos vezes sem conta, crucial. Mas como é que esses nutrientes e vitaminas chegam até ele ou ela? A água que bebes ajuda o teu corpo a absorvê-los e encaminhá-los até às células sanguíneas, que depois seguem até à placenta e ao bebé. O teu médico ou médica irá falar contigo sobre a quantidade de água que deverás beber mas, geralmente, a regra é entre 2L e 2L e meio por dia, bem distribuídos ao longo do dia.

O meu corpo

Por fora, ainda é demasiado cedo para se notar que estás grávida; mas por dentro, o líquido amniótico é cada vez mais, o teu útero está a expandir conforme e, por muito pequeno que o teu bebé seja, também é perfeitamente normal que comeces a sentir a roupa um bocadinho mais justa que o costume!

Nunca te esqueças de que cada mulher experiência a gravidez de uma maneira diferente e cada barriguinha cresce a uma velocidade diferente.

Infelizmente, os enjoos continuam. É chato, mas é sinal de que a tua gravidez está a acontecer como é suposto. Outro sinal de que tudo está a correr bem é o aumento do teu volume sanguíneo: significa que mais sangue está a chegar até à placenta e a ajudar o teu bebé a crescer forte e saudável. Mas infelizmente, também significa alguns efeitos menos agradáveis para ti.

  • Dores de cabeça. Podes sentir-te tentada a tomar os comprimidos que sempre tens tomado quando tens dores de cabeça, mas enquanto estiveres grávida nunca o faças. Fala com o teu médico para te aconselhar um medicamento que alivie este sintoma e não tenha efeitos no teu bebé.
  • Pés e pernas inchados.
  • Calor e suor. Roupas leves, bebidas frescas e uma ventoinha serão os teus melhores amigos em muitos momentos da tua gravidez.
  • Maior libido, graças ao aumento de sangue a fluir na tua vulva, que aumenta a sua sensibilidade. Se estás a ter uma gravidez sem riscos, se o teu médico te der o OK a ter sexo na gravidez e enquanto for confortável para ti, divirtam-se!
  • Fadiga, uma vez que os teus níveis de açúcar no sangue estão mais baixos. Tenta manter uma rotina de sono saudável e se precisares de uma ou outra sesta, força. A tua cabeça poderá estar a mil e isso poderá resultar em sonhos estranhos, que dificultam as tuas noites (e sestas). Mais em baixo temos alguns exercícios que podes fazer para relaxar e, esperamos, ter noites mais descansadas.

O meu dia-a-dia

Quer gostes de fazer exercício e te manter fit ou estejas a pensar nestes 9 meses como uma desculpa para te manteres longe do ginásio, a verdade no que toca a exercício físico e gravidez é que, tomando os cuidados devidos e tendo sempre a opinião do teu médico, manteres activa enquanto o teu bebé cresce na tua barriga é muito benéfico: ajuda a aliviar os sintomas que tens vindo a sentir, diminui a probabilidade de teres complicações durante a gravidez e durante o parto e aumenta a probabilidade de o teu bebé nascer completamente saudável.

Dependendo do nível de desporto que tens feito até agora, é possível que tenhas de fazer algumas alterações ao teu plano de exercícios, mas, de qualquer maneira, temos algumas dicas para ti:

  • Fala com o teu médico e percebe o que é ou não seguro fazer no teu caso. Yoga e pilates são uma óptima opção para te manteres activa, mas se levantar pesos ou fazer corridas é mais do teu agrado não desanimes, desde que tenhas a permissão do teu médico, não terás de parar.
  • Fã de agachamentos, ou nem por isso? Fazer agachamentos fortalece as tuas coxas e pode ser uma ajuda valiosa quando chegar a hora do parto.
  • Aquecer antes e alongar depois é ainda mais importante. Não queres ter uma lesão, para além de todos aqueles sintomas menos agradáveis que vêm com a gravidez, pois não?

O exercício físico pode ser uma maneira de relaxares, o que vai ser muito importante porque durante estes 9 meses irás sentir alguma ansiedade e stress – o que, atenção, é completamente normal! Mas existem inúmeras outras maneiras:experimenta adoptar a meditação como uma prática regular, marca uma sessão de acupunctura ou experimenta a relaxação muscular progressiva (ou seja, deitares-te no chão, contraíres os músculos e depois relaxares completamente, focando-te num grupo de músculos de cada vez e alternando entre o lado direito e o lado esquerdo). Se sentires, no entanto, que a tua ansiedade está a atingir níveis demasiado elevados e que começa a afectar seriamente o teu dia-a-dia, fala com o teu médico ou médica.

A fase mais crítica no desenvolvimento do teu pequenino feijão continua e os sintomas que com ela vêm também. Continua a seguir as nossas dicas e as do teu médico ou médica para teres uma gravidez tão serena quanto possível e não desesperares com as dores e chatices que sentes. Prometemos que tudo valerá a pena, assim que tiveres o teu pequeno ou pequena nos teus braços!
Luciana Puzziello
Validado por:

Luciana Puzziello Ginecologista-Obstetra

Catarina Martins
Escrito por:

Catarina Martins Colaboradora da Dra. Cegonha

Carolina Mateus
Escrito por:

Carolina Mateus Colaboradora da Dra. Cegonha

Partilhar