fbpx
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR

Obrigado

Enviado com sucesso. O seu ebook vai a caminho

40 semanas de gravidez

Daqui a muito pouco tempo vai chegar o dia em que estarás em casa com o teu parceiro ou parceira, tudo estará igual mas… há mais uma pessoa em casa. Um pouco assustador, não é? Mas bom! Há gravidezes até às 42 semanas, se ainda não nasceu não te preocupes. Mas pouco mais tens a saber sobre gravidez, por isso vamos começar a falar contigo do pós-parto e de cuidados ao bebé!

Luciana Puzziello
Validado por:

Luciana Puzziello Ginecologista-Obstetra

Catarina Martins
Escrito por:

Catarina Martins Colaboradora da Dra. Cegonha

Carolina Mateus
Escrito por:

Carolina Mateus Colaboradora da Dra. Cegonha

O meu bebé

  • Idade de gestação 40 semanas

  • Idade Fetal 38 Semanas

  • Comprimento do embrião 52 cms

  • Gestação 280 dias

  • Peso do embrião 3400g

  • Tamanho Abóbora

“Estou pronto (ou pronta), mamã!”. Na 40ª semana, o teu bebé, que continua na sua posição fetal, já que não tem muito espaço para qualquer outra posição, já se comporta como um recém-nascido. Tem mais de 70 reflexos, está preparado/a para o seu primeiro fôlego, o seu coração bate à velocidade necessária, tem pelinho no seu corpo, cabelo e pequenas unhas nas mãos e nos pés. Tens aí um verdadeiro (e muito pequenino) ser humano. Agora é uma questão de esperar para o podes ver ao vivo e a cores e não apenas através de ecografias!

Saúde e nutrição

Já sabes como a tua dieta tem de funcionar: refeições equilibradas e saudáveis, com comida de todos os grupos alimentares; e também deverás continuar a tomar os suplementos que o teu médico ou médica recomendou. Uma dica, agora que estás no final da tua gestação: se seguiste as nossas dicas e tens mantido uma dieta saudável nestes últimos meses, porque não continuar a fazê-lo mesmo depois de teres o teu bebé (e de parares de amamentar)? A verdade é que as nossas sugestões de nutrição são apropriadas para grávidas e não grávidas, para além de que se daqui a algum tempo decidires ter outro bebé, não terás de fazer grandes alterações nos teus hábitos alimentares. Pensa nisso!

O meu corpo

Nas últimas semanas, temos-te informado acerca dos sintomas do início de trabalho de parto e aquilo que vais sentir durante o parto, mas e depois de o teu bebé nascer? O teu corpo não vai voltar logo ao “normal”, mas durante os tempos após o parto podes esperar que mudanças constantes aconteçam:

  • Vais começar a perder peso assim que o teu bebé e a placenta estiverem cá fora. Mas atenção, voltares à tua forma pré-gravidez não vai acontecer de um dia para o outro – vai depender também dos teus hábitos alimentares e de quão activa te manténs.
  • Vais reparar em algum sangramento, que à medida que o tempo passa começa a perder a cor. Este sangramento é o lóquio: as células do revestimento do teu útero.
  • Poderás perder algum cabelo, o que é perfeitamente normal e acontece devido à diminuição repentina de estrogénio no teu organismo.
  • Vais ter alguma sensação estranha na tua vagina, depois de tudo aquilo por que passou. Faz exercícios kegel e verás que com o tempo vai voltar ao normal.
  • Poderás deparar-te com alguns problemas de pele e veres algumas borbulhas a aparecer. O mais provável é ser o stress a fazer das suas, mas verás que com o tempo e com a prática e experiência nisso de ser mamã, sentirás menos stress e verás menos borbulhas na tua pele.

A data prevista já passou ou simplesmente estás saturada dessa barriga e ansiosa por poderes abraçar o teu bebé? Pois bem, há coisas que podes experimentar para dares o empurrãozinho que falta e induzires o parto: fazer uma caminhada, experimentar acupuntura e divertires-te com o teu parceiro ou parceira debaixo dos lençóis. Já podes ter ouvido falar em tomar suplementos herbais ou estimular os mamilos para induzir o parto mas nem sequer penses em fazer nenhum dos dois, não são métodos seguros para o teu bebé!

E não te esqueças dos detalhes de que já te falámos: o depósito do carro cheio, os contactos importantes à mão, a bateria do telemóvel sempre cheia, o telemóvel do parceiro ou parceira sempre com som, as tarefas de quem te vai ajudar no dia do parto bem percebidas por todos.

O meu dia-a-dia

Daqui a muito pouco tempo vai chegar o dia em que estarás em casa com o teu parceiro ou parceira, tudo estará igual mas… há mais uma pessoa em casa. Um pouco assustador, não é?

Muito rara é a nova mamã (e o novo papá) que chega a casa com um bebé e sabe exactamente o que fazer! Quando te sentires muito perdida e cansada, pede ajuda à tua mãe. Lembra-te que ela também teve de lidar contigo quando tu eras muito, muito pequenina, e ela terá a experiência de que precisas para te acalmar e ajudar. Com o tempo, vais também ganhar essa experiência e tudo se tornará mais fácil.

Claro, também pode ser o caso de este não ser o teu primeiro filho. Cada bebé é diferente e com este novo podes ter uma experiência completamente diferente do que com o(s) anterior(es). Mas quem já tem crianças em casa tem um factor extra em que pensar: as suas reacções quando o novo irmãozinho ou a nova irmãzinha chegar a casa. Ao longo do tempo, os teus filhos viram a tua barriga crescer e já estão a par de que vai haver uma nova pessoa pequenina em casa. Por vezes, os irmão sentem alguma inveja do novo bebé, porque nos primeiros tempos vais ter de prestar atenção extra ao pequenino. Certifica-te de que continuas a passar tempo com os irmãos ou irmãs e de que incentivas a que se construa uma boa relação com o novo membro da família. Tudo vai correr bem e com comunicação, vais ver que os teus outros pequenos vão perceber por que é que nesta fase vais ter de te focar um pouco mais no novo bebé!

CONTAR AS NOVIDADES AO MUNDO, PT. II

Há algumas semanas atrás contaste ao mundo que tinhas um pequeno ser humano a crescer dentro da tua barriguinha e agora chegou a altura de contar que esse ser humano já anda cá fora. Não tens de fazer um anúncio público no Facebook nem nada que se pareça, mas não te esqueças de mandar uma fotografia do bebé às pessoas que te ajudaram durante a tua gravidez.
Luciana Puzziello
Validado por:

Luciana Puzziello Ginecologista-Obstetra

Catarina Martins
Escrito por:

Catarina Martins Colaboradora da Dra. Cegonha

Carolina Mateus
Escrito por:

Carolina Mateus Colaboradora da Dra. Cegonha

Partilhar