fbpx
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR

Obrigado

Enviado com sucesso. O seu ebook vai a caminho

Carlos Daniel Santos
Escrito por:

Carlos Daniel Santos Mestre em Medicina, Licenciado em Saúde Ambiental e em Radiologia e investigador na área de Saúde da Mulher

Guia do Sono do Bebé

Conhece as principais preocupações e estratégias para uma boa higiene do sono do bebé

O sono é um comportamento fisiológico que permite que o organismo descanse e recupere energia para o dia seguinte. O sono do bebé tem alguns particularidades, como por exemplo, iniciar-se no sono ativo (ou o chamado sono REM – Rapid Eye Movement), em que podes notar alguns espasmos musculares nos braços e pernas e pequenas caretas. A maioria dos bebés possui um sono fragmentado, ou seja, vão acordando várias vezes durante a noite para mamar. Habitualmente, após os 6 meses, este padrão de sono tende a tornar-se mais parecido com o sono dos adultos, sem interrupções durante a noite. Tens que ter guardar alguma paciência para esta fase, mas lembra-te, é uma fase.

Quantas horas de sono o bebé deve dormir?

Os ciclos de sono dos bebés duram cerca de 60 minutos e têm uma duração total de 16-18 horas por dia, com intervalos fragmentados durante o dia e a noite. Com 1 ano, a criança dorme em média 15 horas por dia (incluindo as sestas de 2 a 3 horas durante o dia). No segundo ano de vida, a sesta deve diminuir de duas para uma.

Quais as principais perturbações do sono do bebé?

As perturbações do sono são uma queixa frequente e podem incluir: insónias comportamentais  (como recusa em ir dormir, dificuldade em iniciar o sono ou despertares noturnos), parasónias, alterações no ritmo circadiano, apneia obstrutiva do sono e outras doenças de forro mental e físico.

  • Insónia comportamental da infância:
    • A recusa em ir dormir acontece em cerca de 15 a 30% nas crianças mais pequenas e têm um carácter benigno;
    • A dificuldade em iniciar o sono manifesta-se com despertares frequentes e prolongados durante a noite. Frequentemente as crianças não conseguem voltar adormecer sozinhas;
    • A necessidade de imposição de um limite e de regras por parte dos cuidadores, é muito importante para evitar a resistência ou recusa em ir dormir.
  • Parasónia
    • Ocorre durante o sono não-REM, durante o primeiro terço da noite. É muito comum em crianças em idade pré escolar e resolve-se naturalmente com o tempo.
    • O sonambulismo pode ocorrer e é habitualmente benigno, mas pode estar associado é agitação e comportamento perigoso. Deve sempre haver alguns cuidados, para evitar quedas acidentais;
    • Os pesadelos ocorrem geralmente no final da noite e culminam com o despertar durante o sono REM, ou durante o sonambulismo. Habitualmente as crianças mais velhas conseguem recordar-se dos seus pesadelos.
  • Perturbação do ritmo circadiano
    • As crianças que, por alguma razão, são privadas de dormir sestas ou que têm horários de sono desregulados, podem sofrer de perturbação do ritmo circadiano. Isto poderá levar a alguns problemas de ansiedade, hiperatividade ou sonolência diurna. São muito comuns na adolescência, mas podem ocorrer em qualquer idade.

O que é apneia do sono do bebé?

Chama-se de Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) à situação em que a criança tenta respirar durante o sono, mas não consegue. Alguns sinais que podem sugerir o SAOS na criança são o ressonar, a agitação durante o sono, as alterações no comportamento (hiperatividade, irritabilidade) e até a perda de apetite.

Habitualmente, as crianças com SAOS possuem adenóides ou amígdalas aumentadas, o que leva à obstrução da laringe quando estão deitadas a dormir. Caso notes algum dos sinais de alarme, deves referir isso mesmo ao Pediatria e o ideal será filmar um pouco do sono do teu bebé, para que o médico possa analisar.

Como melhorar o sono do bebé à noite?

Os pais podem adoptar alguns hábitos de higiene de sono:

  • Definir uma hora de ir para a cama e de acordar
  • Garantir um ambiente luminoso, sonoro e de temperatura confortável
  • Proporcionar uma alimentação adequada, hidratação, socialização, atividade física durante o dia
  • Evitar televisão e outros equipamentos electrónicos no quarto
  • Evitar sestas (a partir dos 2 anos)
  • Evitar cafeína e grandes quantidades de açúcar
  • Oferecer um sentimento de segurança  e proteção
  • Permitir que a criança tenha algumas estratégias próprias de preparação do sono

A rotina de ir para a cama deve incluir 3 ou 4 atividades relaxantes, que assinalam que o momento de ir dormir está a chegar, mas não devem exceder 30 minutos. Estas atividades podem incluir:

  • Banho
  • Lavar os dentes
  • Ler uma história
  • Cantar uma canção

Um objeto de transição pode ser usado, tal como um peluche ou um cobertor, de forma a promover associações de sono positivas.

Como adormecer um bebé?

É recomendável que o recém-nascido seja colocado de barriga para cima no berço, ainda acordado, mas sonolento, e sempre depois de a fralda ter sido mudada, de receber alguns carinhos de conforto e sem fome.

Caso o bebé começe a chorar, é bom tolerar um pouco o choro, para não criar frustração na criança. É normal o recém-nascido acordar frequentemente durante as 6 primeiras semanas de vida, por isso não te preocupes demasiado. Ele irá criar uma rotina de sono em que irá acordar de 3-4h para comer, durante os primeiros 6 meses, sendo que depois disso começará a dormir cada vez mais horas seguidas.

O bebé pode dormir na cama com os pais?

Apesar de ser uma prática comum a criança dormir com os pais, tal não é recomendado, para evitar o risco de morte súbita do lactente.

Como habituar um bebé a adormecer sozinho?

Como estratégias, os pais poderão usar a técnica de ignorar algumas das solicitações da criança, após a ida para a cama. Este processo envolve colocar a criança no berço ou cama e ir vigiando-a em intervalos de tempo cada vez maiores, até que a criança se habitue a que depois de ser colocada na cama, já só irá ter contacto com os pais quando for de manhã.

Os pais podem também optar por oferecer recompensas positivas se a criança cumprir com os horários de sono, por exemplo autocolantes, que devem ser dados logo a seguir a acordar para aumentar a eficácia. Caso nada disto funcione, existe a possibilidade de a criança tomar melatonina (2,5 a 10mg), no entanto, deves falar sempre com o Pediatra sobre quais as melhores estratégias para a criança.

Partilhar