fbpx
Vanda Santos Ferreira
Escrito por:

Vanda Santos Ferreira Enfermeira, Especialista em Saúde Infantil | Colaboradora do Banco do Bebé

Teste do Pézinho | Resultado, doenças e quando fazer

Muitos pais são confrontados, principalmente os pais de 1ª viagem, com a informação de após o nascimento o seu bebé ter de fazer o Teste do Pézinho. Muitos questionam-se porquê? É importante? É obrigatório? Que doenças que se podem saber através deste teste?

Bem este é o tema que vos proponho hoje, para estarem esclarecidos e preparados para esse dia!

Porquê o nome Teste do Pézinho?

Este teste é chamado de Teste do Pézinho por a picada ser feita no pé do bebé, na maior parte das vezes, mas o verdadeiro nome é Diagnóstico Precoce.

Porque o Teste do Pézinho deve ser realizado precocemente?

Algumas crianças nascem com doenças que são difíceis de diagnosticar nas primeiras semanas de vida, e que mais tarde podem provocar atraso de desenvolvimento, alterações neurológicas graves, alterações no fígado, ou em casos mais graves coma. Por isso o diagnóstico destas doenças deva ser feito o mais precoce possível, para se poder iniciar o tratamento, mesmo antes dos sinais clínicos surgirem.

Quando e onde fazer o Teste do Pézinho?

O teste deve ser feito entre o 3º e o 6º dia de vida do bebé, nas maternidades se ainda estiver internado após o 3º dia de vida, ou no Centro de Saúde a que pertence.

Se a vigilância da gravidez não foi feita no Centro de Saúde, é importante saber como se processa a realização do Teste do Pézinho, pois em algumas situações tem de ser feita por marcação.

A enfermeira ao realizar o Teste do Pézinho, faz uma ou duas picadelas no calcanhar do bebé de forma a recolher algumas gotas de sangue, para preencher o papel de filtro que se encontra na ficha fornecida pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge. E depois de seco, é enviado pelo correio, pelos pais ou pelo serviço onde realizar o teste para:

Unidade de Rastreio Neonatal, Metabolismo e Genética

Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP.

Rua Alexandre Herculano, 321, 4000-055 Port


Depois da realização do teste é fornecido aos pais um talão destacável da ficha preenchida com o sangue do seu bebé, com um número e um código de barras, de forma a poder confirmar a receção do teste e o resultado.

Teste do Pézinho: Doenças – Quais detecta e identifica

Que doenças se podem diagnosticar? Em Portugal podem rastrear-se 24 doenças hereditárias do metabolismo, o hipotiroidismo congénito e a fibrose quística.

Nas doenças hereditárias do metabolismo o bebé não consegue utilizar determinadas substâncias que fazem parte da sua alimentação, e que em excesso tornam-se tóxicas para o fígado, sistema nervoso central, etc… Após o diagnóstico de alguma destas doenças, na maioria dos casos, a solução passa por alimentar o bebé com uma dieta especial em que essas substâncias sejam devidamente controladas.

No hipotiroidismo congénito, a tiróide não existe ou funciona mal, não produzindo em quantidades suficientes uma hormona chamada tiroxina, que é fundamental para um bom desenvolvimento físico e mental. Como tratamento dá-se esta hormona em falta através de um comprimido diário, o mais cedo possível e para toda a vida.

Na fibrose quística existe uma alteração genética que leva as secreções que revestem as mucosas se tornem muito espessas, dando origem a infeções respiratórias graves, e a perturbações do funcionamento do pâncreas e do tubo digestivo, condicionando a digestão e absorção dos alimentos. O suor destas crianças é salgado, podendo a perda de sal levar a desidratação grave. O tratamento da fibrose quística consiste basicamente em medidas preventivas das infeções respiratórias, e suplementação alimentar para compensar a insuficiente digestão dos alimentos.

Teste do Pézinho: Resultado – Como saber e qual o resultado normal?

Os pais só serão contactados se as análises não forem normais ou se houver necessidade de qualquer confirmação do laboratório. Se o resultado for positivo para alguma destas doenças, os pais são imediatamente avisados, diretamente pelo telefone ou através do Centro de Saúde, de modo a iniciarem o tratamento o mais depressa possível.

Quando é necessário repetir o teste, os pais são contactados pelo laboratório através de carta. Ao receberem essa carta devem dirigir-se logo que possível ao Centro de Saúde para a repetição do teste.

Por todas estas razões é muito importante que o contato telefónico e a morada dada à enfermeira no dia do teste estejam corretos.

No entanto se o resultado do Teste do Pézinho for normal, pode ser consultado através da internet, 2 a 3 semanas após a colheita, através do endereço: www.diagnosticoprecoce.pt e introduzindo o número do código de barras (destacável que corresponde à ficha preenchida com o sangue do bebé) e o número de telefone (que consta na ficha).

O resultado será dado com os termos de “Normal” ou “Em curso”.

O Teste do Pézinho é obrigatório?

Não é, e só é feito se os pais assim autorizarem. Mas:

Tendo em conta que para todas as doenças estudadas existe tratamento, as vantagens para o seu bebé e para toda a família são evidentes. Podendo assim contribuir para um tratamento o mais cedo possível e um bom desenvolvimento global do seu bebé.