fbpx
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR
NOME
E-MAIL
SEMANA DE GRAVIDEZ
X FECHAR

Obrigado

Enviado com sucesso. O seu ebook vai a caminho

Joana Nunes
Escrito por:

Joana Nunes Pediatria Médica, membro da Sociedade Portuguesa de Pediatria

Banho do Bebé: dúvidas e ansiedades

O banho do bebé constitui um momento muito esperado pela maioria dos pais. Contudo, este pode revestir-se de grande ansiedade parental, repleto de dúvidas sobre o bem-estar do novo membro da família.

Desta forma, pretendemos esclarecer algumas questões que surgem em torno desta temática, na tentativa que este passe a ser um momento de exclusivo prazer para o bebé e para os seus cuidadores.

Primeiro banho do bebé

Uma das dúvidas mais frequentes relaciona-se com o momento ideal para a realização do primeiro banho do bebé.

A World Health Organization (WHO) recomenda que o primeiro banho seja adiado até 24h horas após o nascimento ou, caso por motivos culturais tal não seja possível, seja adiado pelo menos 6 horas após o mesmo. 

Este atraso na realização do primeiro banho visa evitar o arrefecimento do bebé, com o possível desenvolvimento de hipotermia ou hipoglicemia. Além disso, pretende-se que o contacto pele a pele com a mãe seja realizado o mais precocemente possível, visando um maior sucesso ao nível da amamentação e do vínculo com a progenitora. Por fim, o bebé nasce com uma substância branca a revestir a sua pele, denominada por vérnix, a qual possui propriedades antibacterianas e atua como hidratante cutâneo, importantes para proteção do recém-nascido.

Frequência do banho do bebé

Outra das questões, considerada regularmente como importante, relaciona-se com a frequência ideal do banho do bebé. De facto, não é necessária uma frequência diária, sendo suficiente cerca de três banhos por semana durante o primeiro ano de vida. No entanto, se o banho constituir um momento prazeroso para o bebé e os seus cuidadores e, caso estes demonstrem vontade para preparar um banho diário, este poderá ser realizado. Uma situação sem problemática, desde que o uso de produtos de higiene seja o adequado, os cuidados sejam garantidos e a situação discutida com o seu médico assistente, tentando manter sempre uma boa hidratação cutânea.

Como dar banho ao recém-nascido – Banho de esponja

É comum os pais apresentarem receio em relação à técnica do banho do recém-nascido. Idealmente, antes do parto, estes deverão frequentar um curso de preparação para o mesmo, no qual deverá ser ensinada e treinada a melhor forma de dar banho ao seu futuro bebé. Isto permitirá reduzir a possibilidade de erro e aumentar a confiança dos cuidadores, permitindo-os desfrutar deste momento com o seu novo filho.

Além disso, na maternidade, os pais deverão aproveitar para aprender com as enfermeiras do berçário e retirar toda e qualquer dúvida que possa surgir após o nascimento.

Até à queda do coto umbilical, os banhos deverão ser banhos de esponja, ou seja, o bebé não deverá ser colocado diretamente dentro da água.

Antes de começar, prepare e reveja se tem o material necessário para o banho, incluindo uma toalha seca e muda de roupa após o mesmo. Deve retirar todos os adornos que possam magoar o bebé e garantir que o ambiente envolvente, bem como a água, se encontram a uma temperatura adequada (acima dos 22ºC e entre 36-37ºC, respetivamente). Mesmo antes do banho, avalie a temperatura da mesma com a porção anterior do punho ou cotovelo.

O recém-nascido deverá ser colocado numa superfície plana e confortável (para isso, poderá ser colocada uma toalha ou cobertor por cima da superfície), garantindo a sua segurança através de um cinto ou colocando sempre a sua mão sobre o bebé. Em nenhuma situação, o recém-nascido deverá ser deixado sozinho durante o banho.

Para evitar o seu arrefecimento, durante o banho, este deverá ser envolvido numa toalha seca, sendo apenas descoberta cada região de acordo com a área que estamos a higienizar.

Com um pano húmido, apenas com água simples, podemos começar por lavar o rosto, evitando a entrada de água para os olhos ou boca, prosseguindo para o restante corpo, deixando para o fim a área da fralda e a zona da cabeça, dado estes perderem muito calor através desta última superfície.

Banho regular

Após a queda do coto umbilical e adequada cicatrização da área, poderá ser ponderada a colocação direta do bebé na água, recorrendo para isso a uma banheira de plástico ou a uma pia.  A banheira escolhida deverá ser adequada para esta faixa etária, cumprindo os padrões de segurança. Deverá ser constituída por plástico rígido e apresentar uma superfície inclinada ou texturizada que impeça o deslizamento do bebé.

Pelo risco de queda e possível afogamento do bebé, os banhos de assento devem ser evitados. Por esse mesmo motivo, realça-se novamente a importância de este nunca poder ser deixado sozinho durante o banho. A simples ação de atender um telemóvel, ou deslocar-se rapidamente a uma outra zona da casa, poderá ser suficiente para a ocorrência de um acidente fatal.

A adequada temperatura do ambiente envolvente e água deverão ser garantidas. Os produtos de banho deverão ser utilizados com moderação e o cabelo do bebé deverá ser lavado cerca de duas a três vezes por semana.

A lavagem e limpeza do bebé deverá ser realizada de forma suave e cuidadosa, devendo ser sujeito a secagem logo após o fim do banho. Posteriormente, deve-se aplicar um creme hidratante sobre a pele do bebé, em camada fina e através de uma massagem suave.

Produtos de banho

A pele do bebé é delicada. Desta forma, os produtos de banho não deverão conter perfumes ou parabenos, devendo ser neutros. Além disso, poderá optar-se por um óleo de banho, dadas as suas propriedades hidratantes.

Durante o primeiro mês de vida, não colocar produtos de banho na água ou sobre o bebé. Nesta fase, a melhor opção é o uso de água simples.

Hora do banho do bebé

O momento do dia em que o bebé deve tomar banho é indiferente, devendo esta ser uma escolha dos cuidadores, de acordo com as suas preferências pessoais e efeito do banho sobre o bebé. Dado o seu possível efeito calmante e relaxante sobre o bebé, muitas vezes os pais optam por dar banho no final do dia.

Partilhar