fbpx
Rita Rosado dos Santos
Escrito por:

Rita Rosado dos Santos Interna de Formação Específica de Ginecologia e Obstetrícia, CHULN - Hospital Santa Maria; Colaboradora do Banco do Bebé

Como calcular o meu Período Fértil?

A maioria dos casais consegue atingir uma gravidez durante os 6 primeiros meses em que tenta engravidar, sendo que após 12 meses 80-90% terão conseguido conceber.

Embora a probabilidade de conceção diminua com o aumento da idade da mulher, a duração do período fértil não é afetada. Conhecer o próprio ciclo menstrual e aprender a calcular o período fértil pode otimizar a obtenção da gestação.

O ciclo menstrual inicia-se no primeiro dia da menstruação e compreende 3 fases:

  • a menstruação,
  • a primeira fase
  • a segunda fase.

A menstruação dura em média 3-5 dias e é seguida pela primeira fase, durante a qual um dos folículos do ovário se desenvolve e amadurece e o endométrio (camada mais interna do útero) se torna progressivamente mais espesso, preparando-se para receber uma eventual gravidez. Esta fase tem uma duração variável entre mulheres diferentes e mesmo entre os vários ciclos da mesma mulher.

Na ovulação o ovócito maduro é libertado para a trompa, viajando em direção à cavidade uterina, onde se implantará se ocorrer a fecundação. Após a ovulação inicia-se a segunda fase, onde a nível ovárico ocorre a formação do corpo amarelo que produz progesterona, necessária para manter o endométrio preparado para as fases iniciais da nova gravidez. Esta dura habitualmente 14 dias.

O período fértil em cada ciclo menstrual é de aproximadamente 6 dias e inclui os 5 dias antes da ovulação e o próprio dia da ovulação. A chave para a sua identificação reside por isso na perceção de quando é que ocorre a ovulação. A ovulação ocorre, normalmente, 14 dias antes do inicio da menstruação seguinte.

Ora num ciclo “ideal” de 28 dias (em que o dia 1 é o primeiro dia de fluxo menstrual e o último (dia 28) é a véspera do primeiro dia da menstruação seguinte) a ovulação ocorrerá no dia 14 do ciclo (14 dias após o 1º dia da menstruação e 14 dias antes do 1º dia da menstruação seguinte).

Mas isto já não será verdade se o ciclo da mulher tiver uma duração de 32 dias. Neste caso a ovulação ocorrerá no dia 18 do ciclo (cumprindo a regra dos 14 dias antes da menstruação seguinte). Se o ciclo durar 26 dias, a ovulação deverá ocorrer no 12º dia do ciclo.

Assim, o primeiro passo para compreender o período fértil passa por registar adequadamente a data do inicio das menstruações de forma a compreender qual a duração normal do seu ciclo. Sabendo a duração média dos últimos ciclos menstruais é possível estimar o dia previsto para a ovulação, e posteriormente calcular o período fértil.

A maior probabilidade de obter uma conceção surge quando a relação sexual ocorre nos dois dias que antecedem a ovulação e no próprio dia da ovulação. A posição do casal durante a relação sexual, a ocorrência de orgasmo feminino e a posição da mulher após a ejaculação (ficar deitada ou elevar os membros inferiores) não influenciam a probabilidade de conceção.

“Mas e se eu não conseguir prever o dia da minha ovulação? Quando e com que frequência devo ter relações sexuais?”

Mesmo não sendo capaz de prever o dia da ovulação (e o período fértil), a ocorrência da gravidez é obviamente possível. As taxas de conceção são elevadas em casais que têm relações sexuais duas a três vezes por semana, iniciadas poucos dias após o término da menstruação. Desta forma, maximiza-se a hipótese do coito ocorrer no período fértil (mesmo que não o saibamos identificar).

“Existem outros métodos para calcular o período fértil?”

Avaliando diariamente as caraterísticas do muco cervical podemos tentar estimar o período fértil: a maior taxa de conceção ocorre com a produção mais abundante de muco fluído e transparente.

A temperatura basal (temperatura corporal ao acordar, antes de se levantar ou fazer qualquer atividade) eleva-se 0,3ºC após a ovulação. Medindo diariamente a temperatura basal (via oral, ao acordar e com um termómetro basal) podemos detetar a ocorrência da ovulação e programar as relações sexuais para esse dia e para o seguinte.

Podem também ser utilizados os kits urinários de ovulação, que funcionam detetando a elevação da hormona LH na urina, o que geralmente ocorre 36 horas antes da ovulação.